Escrevi no ônibus

Escreveu uma lista com os seus dez principais desejos. “Pra quê uma lista se você pode concretizar os dez e tantos outros mais?” você perguntaria. Mas a peculiaridade dos itens dessa lista é que eram todos desejos para serem realizados postumamente.

*

Se não for da minha idade, converso numa boa.

*

Viajar por outros trajetos com diferentes companhias te dá outras perspectivas.

Quinari

Arnaldo nem havia nascido quando tomou conhecimento das peripécias infundadas da vida. No quintos mês de gestação sua mãe levou uma queda, fraturando a perna do filho, que sarou ali mesmo, na barriga. Também… pudera! A mãe foi a primeira a se formar na modalidade normal do magistério. Vem do útero essa coisa impressionável.

Continue lendo “Quinari”

Você corre como uma garota

25 de janeiro de 2017

Em filmes ou na vida real, quando um monte de garotos está praticando algum esporte, volta e meia o menos habilidoso ou menos disposto do grupo sofre aquela tiração de sarro com a melodiosa frase “você blá-blá-blá como uma garota”. “Você chuta como uma garota!”, “Você salta como uma garota!”, “Você lança como uma garota!”… Até em brigas é possível ouvir “Você bate como uma garota!”.

Continue lendo “Você corre como uma garota”